Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Ipod’ Category

09/04, não lembro muita coisa… Mais no começo da madrugada, estava em frente ao ponto de ônibus conversando com algumas pessoas.


Conversarmos por quase 2 horas, ali em pé, naquela madrugada fria… Vimos o começo do amanhecer, duas das pessoas voltaram para a fila do P2, eu e o restante para o P4, olhei para o céu e vi que começava a ficar meio azulado. Até cheguei a enviar um twitter, passaram se alguns minutos ou horas, não me lembro ao certo… As pessoas começaram a desmontar as barracas, novas pessoas começavam a chegar…

E lá fui eu atrás da UV – BAHIA. Fiquei por horas lá conversando com: o Jan, Paty Mora, Suelen e mais algumas pessoas… Voltei… Resolvi ir tomar um café no STARBUCKS, a Rosi foi comigo. Chegando lá o Cris, me ligou avisando que a fila tava andando, que era para voltarmos . A Rosi, voltou e eu continue lá na fila, comprei dois pães de queijo um Moccha e um café para a Rosi.

Voltei para a fila… E caminhando pela SAAD, cada vez mais, pessoas de todos os lados, chegavam ao MORUMBI. Fui para o meu lugar na fila, entreguei o café da Rosi, arranjei um espaço na fila, me sentei e lá comecei a tomar o meu café da amanhã. Belo café, diga-se de passagem. A galerinha da UV – BAHIA estava toda na minha frente, chamei o Pedro (Peu), para conversar com ele, papo vai papo vem, o meu café acabou. Pedi emprestado o protetor solar da Paty. Afinal, o SOL já estava rachando a cuca de muitos por ali… Daí em diante o que me restou foi apenas esperar… Algumas horas se passaram, a Renata e a Adriana do U2-MOFO chegaram… Foram lá na fila falar comigo, a Rosi e o Cristino… Minutos depois, finalmente a RITA chegou. \o/

A fila já tinha andando bastante, aproveitei e fui ao banheiro, fiquei na fila por quase 30 minutos. Lá encontrei com amiga da Cecília, da UV – BH, ficamos conversando. Voltei para a fila, a Rita me ofereceu um pedaço de pizza. Aquilo junto com uma COCA-COLA, do qual a Maria Elvira, já havia comprado pra mim, foram o meu almoço. Mais, algumas horas se passaram e eu já não aguentava mais aquele SOL. Lá eu estava, lá eu fiquei… Vi a Maria Teresa (MT) da UV – RS, foi quando resolvi levantar e ir conversar com a Monica da UV – RIO, nisso vi um ser conversando em inglês, não sabia, até então que era um dos seguidores do U2, o Cathal. Fiquei por lá conversando com ele, comprei um livro, ele autografou. Enfim, foi bem divertido, logo ele se foi. Daí em diante não eram mais horas e sim alguns minutos para a fila começar a andar, um cercadinho se abriu… Andávamos um pouco e a fila parava, foi assim por alguns minutos.

 
Finalmente por volta das 15h00 ou 16h00 (não lembro ao certo), os portões do MORUMBI se abriram.

1º Fase: A separação dos ingressos..
2º Fase: 3 (três) policiais femininas para fazer revista para um bando de MULHERES LOUCAS e para os HOMENS tinha mais ou menos 10 policiais, isso foi o fim. O pessoal começou a reclamar, uma polícia quis dar uma de valentona, mais não colocou. Passando pela a revista, que pra mim foi super rápido, pois eu só tinha: uma bolacha BONO, uma CAPA DE CHUVA, o INGRESSO e a minha MÁQUINA.
3º Fase: A leitura dos ingressos, todinho do menino, só ouvia ele dizer: “Calma! Calma gente!”. E o povo respondeu: “Que mané calma!”.

Passando a 3º Fase, todos correm feitos loucos e o que encontramos na nossa frente? A tropa de CHOQUE. SIM, A TROPA DE CHOQUE! Não sei por que raios, eles estavam ali empacando a gente. A Monica chegou a questionar com um deles e ele respondeu: “Iremos todos caminhando até a pista… Todos os portões estão sendo assim…”, conforme caminhávamos, mais e mais pessoas chegavam, e do fundo surgiu um: “OH OH OH OOOOH…”, depois veio outro coro de: “U2, U2, U2, U2…”. Nisso eu estava segurando o braço de um moço que foi ao show de 2006, mais não teve jeito tive que solta-lo, era um empurrando o outro, quando me vi, estava ao lado da Monica. Segurei no braço dela e aquela muvuca começou a “correr”, ou melhor, fomos empurrados, pés trombavam um no outro, o meu medo era de cair ali e se pisoteada. Teve uma hora que não deu mais jeito, eles tiveram que soltar aqueles MONSTROS, pois é assim que DEFINO. Só vi um polícia caindo, ou melhor, ele praticamente saiu vooando… Eu pulei por ele e sai correndo, sinceramente, parecíamos BOIS indo para o ABATA.

Conforme descíamos as rampas, o pessoal da TF4 dizia: “Não precisa correr… Devagar… Cuidado para não cair…”, Sai correndo… Vi o Peu passar na minha frente, quando me dei conta estava no meio do MORUMBI… Todos viraram à esquerda… Nisso eu parei, vi um bando passar por mim e me empurrar. Ali, eu parei e fui me localizar, foi quando percebi que estava longe da INNER CIRCLE, e fui de encontro a muvuca, que volta desesperada para ir pra INNER CIRCLE, nisso eu vi o JAN, passando por mim e dizendo: “Não é aqui.. Não é aqui…”. E lá estava eu, indo de encontro a eles. Foi quando vi um lugar bem de frente ao palco, completamente vazio.

Lá eu cheguei e lá eu fiquei, o meu coração só faltava sair pela boca, foi quando percebi que estava sozinha. Peguei o meu celular e liguei para a Rita, que estava já na INNER CIRCLE. E lá estava ela e a Rosi, bem de frente ao palco. Então resolvi me sentar, liguei para a minha mãe, assim, como eu fiz em 2006, e avisei que já estava no MORUMBI, na grade. \o/ Fiquei ali, encontrei com um UV. E UV que é UV sempre conhece alguém que você que é UV conhece. Fiz amizade com o ASSIS e a Alê Vox de Manus, ambos UV. Sozinha lá eu estava, sozinha eu já não estava…



Comecei a conversar com as pessoas que estavam do meu lado, contei tudo sobre o dia anterior, sobre a nota de 20 REAIS.


Enfim… As horas se passaram, cansei de ficar sentada e resolvi levantar, comprei uma HEINEKEN. Vi a Maria Elvira do outro lado da ponte, fiz sinal para ela, tirei foto. E ali, na grade, tomando a minha HEINEKEN, vi todos os meus amigos FÃS de U2, na INNER CIRCLE. Pingos de chuva começaram a cair do céu, logo depois o show do MUSE começou, adorei! Eles são bons, não tão bons quando o U2, mais eles tocam bem. O show do MUSE terminou e começou uma nova tortura, a espera do SHOW DO U2.

Ver aquele relógio, girar, girar, girar e nada dele se dissolver foi um tormento. >.<

Mais por volta das 21h30, a tão grande cena aconteceu. Uma música dos DÊMONIOS DA GAROA começou a tocar, quando percebi todos no MORUMBI, estava cantando e as pessoas ao meu  redor sambando. Foi tão divertido!

 

A música terminou e o MORUMBI “se apagou”. Começou a tocar: Intro (Space Oddity). Aí me dei conta de que não era mais uma cena do DVD 360º e muito menos cenas do YOUTUBE. Os meus olhos se encheram de lágrimas e quando eu os vi pelo o telão O MORUMBI indo ao delírio, percebi que estava chorando, vi o LARRY, entrando e sentando em frente a sua bateria. Daí em diante, foi só curtição. Não tem como eu descrever o que é estar ali, na GRADE de frente a PASSARELA por onde eles ficam boa parte do show. Ver o show de onde vi, foi MAGINIFICO. Vi tudo o que eu queria ver, vi todo o PALCO e eles bem de perto.

No final do show me reencontrei com os meus amigos, pegamos um ÔNIBUS, com MUUUUUUUUUUUUUUUITO SACRÍFICIO e voltamos para o HOTEL.

Comprei algo para comer no hall do hotel, tomei um banho e me joguei na cama. Só fui acorda por volta das 06h00, quando a irmã da CRIS, veio se despedir de mim.

E depois só acordei por volta das 09h00, quando a Cris foi me avisar, que estava indo para o MORUMBI.

Mais isso daí é uma oooooooooooooutra história que fica para amanhã. =)

PS: Conversando com a Alê Vox, que entrou pelo o P2, ela disse que por lá não teve nada de TROCA DE CHOQUE. Juro não sei por que raios fizeram isso com a agente. =/

Anúncios

Read Full Post »


A corrida do público em geral para a compra de ingressos para o show do U2 começa a partir de 0h desta terça-feira. As vendas serão feitas pelo site da Tickets for Fun. A partir das 10h, também será possível a compra por telefone, no número 4003-0806.

A apresentação da banda irlandesa no Brasil será em 9 de abril no estádio do Morumbi, em São Paulo. A pré-venda, destinada aos clientes Citibank, começou no sábado. A turnê mundial U2 360º traz as canções do álbum No Line On the Horizon, de 2009.

VIA: DIÁRIO CATARINENSE.

Read Full Post »

A cantora pop Lady Gaga já vendeu 15 milhões de álbuns, sendo que cerca de 30% dessas vendas foram feitas por celular. Parte desse sucesso ela deve a Ralph Simon, o “cabeça” responsável por sua estratégia de divulgação em celulares. Mas quem é Simon? O simpático e educado sul-africano é considerado um dos fundadores da atual indústria do entretenimento móvel.

Pioneiro, em 1998 previu que o celular seria indispensável para a música e para as redes sociais. Além disso, se seu toque de celular é sua música preferida, agradeça a ele. Internacionalmente, Simon é considerado o “Pai do Ringtone”, pois foi quem colocou em prática a ideia. Pela primeira vez no Brasil, encantado com o “good romance” do país, ele veio participar do festival Mobilefest, que tem como intuito incentivar o desenvolvimento de aplicativos móveis. Simon falou com o Yahoo!. Confira o bate-papo:

Yahoo! – Qual a importância do celular para a indústria musical?
Ralph Simon – É muito importante. Com ele, a pirataria pode ser controlada. Isso porque a indústria paralela mundial é 50% maior do que era há dez anos. É ofensivo. Atualmente, todas as indústrias musicais, grandes e pequenas, estão olhando para esse tipo de mídia.

Y! – Qual é o futuro dos celulares nos próximos anos?
RS – Eles atuarão em quatro principais áreas. A primeira é entretenimento móvel: o Brasil, por exemplo, ama música; televisão móvel; jogos móveis; e estilo de vida móvel, hobbies no telefone. A segunda é a saúde pelo celular, há uma nova geração de telefones que ajudam no diagnóstico de problemas de saúde, como diabetes. O terceiro é educação pelo telefone. Será possível, por exemplo, levar a educação para lugares onde talvez não haja um sistema eficiente de educação, como o Amazonas. O último é o chamado Mobile Money for the Unbanked (MMU), ou seja, seu telefone se torna seu cartão de crédito.

Y! – Então os celulares irão substituir os tocadores de música?
RS – É claro, pois há 4,6 bilhões de usuários de telefones móveis e apenas entre cerca de 10 e 15 milhões de usuários de iPod. Definitivamente, as pessoas estarão acessando música pelo celular. No Brasil, por exemplo, a maioria das pessoas não tem computador com conexão a internet e usará o celular.

Y! – O que os músicos ou bandas pedem quando te contratam?
RS – Uma ajuda para criar uma estratégia global. O que funciona na Europa? O que funciona na Ásia? O que funciona nos Estados Unidos? No Brasil? Na América do Sul? Um lugar é diferente do outro. O brega, por exemplo, só existe no Brasil. E a música brega é importante para o país, eu gosto de escutá-la.

Y! – Você conhece e gosta de música brasileira?
RS – (Simon abre o laptop e mostra que tem um álbum do André Abujamra) Sim, é claro! Música brasileira é importante. Há até um grupo brasileiro de heavy metal. Eu gosto de AC/DC, Iron Maiden… E Sepultura vem do Brasil. Gosto também de Lenine, Restart – são bons -, Cansei de Ser Sexy…

Y! – Você compra CD ou disco de vinil?
RS – Gosto da boa qualidade da música dos CDs, mas a nova ideia é comprar a música em formato digital.

Y! – Tem novidades sobre o U2?
RS – Eles virão para a América do Sul no começo do ano que vem. Além disso, Bono Vox e Bob Geldof, guitarrista da banda, fizeram agora música para o musical da Brodway “Spider-Man”. Com relação ao celular, eles estão acostumados a crescer a rede social de fãs. Eles querem ficar conectados com os fãs o tempo todo. A maioria dos artistas, hoje, perceberam que precisam ficar conectados com os fãs. Dez anos atrás, você fazia um álbum e esperava dois anos para o próximo. Atualmente, os fãs querem músicas novas em uma frequência muito maior. É o mesmo que colocar uma pizza no microondas e esperar para ela ficar pronta logo, os fãs querem a mesma coisa para a música.

Y! – E como se resolve esse problema?
RS – É problema da banda, eu não resolvo. Muitos fazem de maneira maravilhosa como, por exemplo, Justin Bieber, que é um grande fenômeno. Ele faz música o tempo inteiro. E poucos conseguem fazer boas músicas o tempo todo. Madona foi 40 vezes a número um, mas é difícil.

Y! – Qual seu toque de celular?
RS – Meu toque é London Calling do The Clash (ele mora em Londres). E no meu telefone americano é Poker Face, Lady Gaga.

Y! – O celular pode ajudar a diminuir a pobreza e a diferença social?
RS – Usuários de telefones móveis e utilização do telefone aprimora a economia. Em certos países que estão se desenvolvendo, como o Quênia, é uma revolução na agricultura, para os fazendeiros, pois agora eles podem verificar como estão os preços. O mesmo serve para a Amazônia. Eles podem saber quando eles devem vender os produtos. É uma grande mudança para África e Índia. O celular também pode ajudar na educação móvel. Eu faço muito programa para educação em celular. Na Índia, é possível aprender inglês pelo celular.

Y! – Você entende um pouco de português e até fala algumas palavras. Conhece a língua?
RS – Um pouco. Porque nasci na África do Sul e tinha o hábito de dirigir até Moçambique para passar os feriados lá. Foi assim que tive o primeiro contato com a cultura portuguesa. Também passei um tempo em Angola, então fiquei fascinado pela cultura e política portuguesas. Mas o Brasil é muito diferente de Portugal, que é um país pequeno. O Brasil tem muita personalidade. Esses poucos dias que passei no Brasil já me senti relacionado por causa da minha origem africana.

Y! – E pretende voltar?
RS – Quem sabe no Carnaval? Todo mundo quer um pouco de Lady Gaga, meu sonho seria vê-la no Carnaval. Lady Gaga e Brasil têm tudo a ver. Vou sugerir que ela venha desfilar em uma escola de samba, quem sabe? Afinal, o Brasil não é “bad romance”, é “good romance”.

TEXTO RETIRADO NA ÍNTEGRA

VIA: Yahoo Notícias.

Read Full Post »

Read Full Post »


Além dos fãs, que terão que esperar mais alguns meses para ver o U2 ao vivo, o pessoal do Interpol também foi prejudicado pelo problemas nas costas de Bono.

O grupo de Nova York seria responsável pela abertura de 11 shows do U2 nos Estados Unidos. Como esses shows foram adiados, o Interpol também teve que mudar seus planos.

“Lamentamos a mudança de planos e pedimos desculpas por qualquer inconveniente”, comentou a banda em nota no site oficial do grupo.

Esta seria a primeira turnê do Interpol nos Estados Unidos desde 2008.

Créditos: http://www.dropmusic.com.br/index.php/ultimas-noticias/4104-interpol-cancela-shows-por-causa-do-u2

Read Full Post »

Read Full Post »

Oh mania de chamarem o BONO de BONO VOX, enfim, vejam esse vídeo:

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1260847-7823-BONO+VOX+COMPLETA+ANOS,00.html

Seria apenas uma deixa da jornalista ou ERRO????

Read Full Post »

Older Posts »