Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘ONE’ Category

09/04, não lembro muita coisa… Mais no começo da madrugada, estava em frente ao ponto de ônibus conversando com algumas pessoas.


Conversarmos por quase 2 horas, ali em pé, naquela madrugada fria… Vimos o começo do amanhecer, duas das pessoas voltaram para a fila do P2, eu e o restante para o P4, olhei para o céu e vi que começava a ficar meio azulado. Até cheguei a enviar um twitter, passaram se alguns minutos ou horas, não me lembro ao certo… As pessoas começaram a desmontar as barracas, novas pessoas começavam a chegar…

E lá fui eu atrás da UV – BAHIA. Fiquei por horas lá conversando com: o Jan, Paty Mora, Suelen e mais algumas pessoas… Voltei… Resolvi ir tomar um café no STARBUCKS, a Rosi foi comigo. Chegando lá o Cris, me ligou avisando que a fila tava andando, que era para voltarmos . A Rosi, voltou e eu continue lá na fila, comprei dois pães de queijo um Moccha e um café para a Rosi.

Voltei para a fila… E caminhando pela SAAD, cada vez mais, pessoas de todos os lados, chegavam ao MORUMBI. Fui para o meu lugar na fila, entreguei o café da Rosi, arranjei um espaço na fila, me sentei e lá comecei a tomar o meu café da amanhã. Belo café, diga-se de passagem. A galerinha da UV – BAHIA estava toda na minha frente, chamei o Pedro (Peu), para conversar com ele, papo vai papo vem, o meu café acabou. Pedi emprestado o protetor solar da Paty. Afinal, o SOL já estava rachando a cuca de muitos por ali… Daí em diante o que me restou foi apenas esperar… Algumas horas se passaram, a Renata e a Adriana do U2-MOFO chegaram… Foram lá na fila falar comigo, a Rosi e o Cristino… Minutos depois, finalmente a RITA chegou. \o/

A fila já tinha andando bastante, aproveitei e fui ao banheiro, fiquei na fila por quase 30 minutos. Lá encontrei com amiga da Cecília, da UV – BH, ficamos conversando. Voltei para a fila, a Rita me ofereceu um pedaço de pizza. Aquilo junto com uma COCA-COLA, do qual a Maria Elvira, já havia comprado pra mim, foram o meu almoço. Mais, algumas horas se passaram e eu já não aguentava mais aquele SOL. Lá eu estava, lá eu fiquei… Vi a Maria Teresa (MT) da UV – RS, foi quando resolvi levantar e ir conversar com a Monica da UV – RIO, nisso vi um ser conversando em inglês, não sabia, até então que era um dos seguidores do U2, o Cathal. Fiquei por lá conversando com ele, comprei um livro, ele autografou. Enfim, foi bem divertido, logo ele se foi. Daí em diante não eram mais horas e sim alguns minutos para a fila começar a andar, um cercadinho se abriu… Andávamos um pouco e a fila parava, foi assim por alguns minutos.

 
Finalmente por volta das 15h00 ou 16h00 (não lembro ao certo), os portões do MORUMBI se abriram.

1º Fase: A separação dos ingressos..
2º Fase: 3 (três) policiais femininas para fazer revista para um bando de MULHERES LOUCAS e para os HOMENS tinha mais ou menos 10 policiais, isso foi o fim. O pessoal começou a reclamar, uma polícia quis dar uma de valentona, mais não colocou. Passando pela a revista, que pra mim foi super rápido, pois eu só tinha: uma bolacha BONO, uma CAPA DE CHUVA, o INGRESSO e a minha MÁQUINA.
3º Fase: A leitura dos ingressos, todinho do menino, só ouvia ele dizer: “Calma! Calma gente!”. E o povo respondeu: “Que mané calma!”.

Passando a 3º Fase, todos correm feitos loucos e o que encontramos na nossa frente? A tropa de CHOQUE. SIM, A TROPA DE CHOQUE! Não sei por que raios, eles estavam ali empacando a gente. A Monica chegou a questionar com um deles e ele respondeu: “Iremos todos caminhando até a pista… Todos os portões estão sendo assim…”, conforme caminhávamos, mais e mais pessoas chegavam, e do fundo surgiu um: “OH OH OH OOOOH…”, depois veio outro coro de: “U2, U2, U2, U2…”. Nisso eu estava segurando o braço de um moço que foi ao show de 2006, mais não teve jeito tive que solta-lo, era um empurrando o outro, quando me vi, estava ao lado da Monica. Segurei no braço dela e aquela muvuca começou a “correr”, ou melhor, fomos empurrados, pés trombavam um no outro, o meu medo era de cair ali e se pisoteada. Teve uma hora que não deu mais jeito, eles tiveram que soltar aqueles MONSTROS, pois é assim que DEFINO. Só vi um polícia caindo, ou melhor, ele praticamente saiu vooando… Eu pulei por ele e sai correndo, sinceramente, parecíamos BOIS indo para o ABATA.

Conforme descíamos as rampas, o pessoal da TF4 dizia: “Não precisa correr… Devagar… Cuidado para não cair…”, Sai correndo… Vi o Peu passar na minha frente, quando me dei conta estava no meio do MORUMBI… Todos viraram à esquerda… Nisso eu parei, vi um bando passar por mim e me empurrar. Ali, eu parei e fui me localizar, foi quando percebi que estava longe da INNER CIRCLE, e fui de encontro a muvuca, que volta desesperada para ir pra INNER CIRCLE, nisso eu vi o JAN, passando por mim e dizendo: “Não é aqui.. Não é aqui…”. E lá estava eu, indo de encontro a eles. Foi quando vi um lugar bem de frente ao palco, completamente vazio.

Lá eu cheguei e lá eu fiquei, o meu coração só faltava sair pela boca, foi quando percebi que estava sozinha. Peguei o meu celular e liguei para a Rita, que estava já na INNER CIRCLE. E lá estava ela e a Rosi, bem de frente ao palco. Então resolvi me sentar, liguei para a minha mãe, assim, como eu fiz em 2006, e avisei que já estava no MORUMBI, na grade. \o/ Fiquei ali, encontrei com um UV. E UV que é UV sempre conhece alguém que você que é UV conhece. Fiz amizade com o ASSIS e a Alê Vox de Manus, ambos UV. Sozinha lá eu estava, sozinha eu já não estava…



Comecei a conversar com as pessoas que estavam do meu lado, contei tudo sobre o dia anterior, sobre a nota de 20 REAIS.


Enfim… As horas se passaram, cansei de ficar sentada e resolvi levantar, comprei uma HEINEKEN. Vi a Maria Elvira do outro lado da ponte, fiz sinal para ela, tirei foto. E ali, na grade, tomando a minha HEINEKEN, vi todos os meus amigos FÃS de U2, na INNER CIRCLE. Pingos de chuva começaram a cair do céu, logo depois o show do MUSE começou, adorei! Eles são bons, não tão bons quando o U2, mais eles tocam bem. O show do MUSE terminou e começou uma nova tortura, a espera do SHOW DO U2.

Ver aquele relógio, girar, girar, girar e nada dele se dissolver foi um tormento. >.<

Mais por volta das 21h30, a tão grande cena aconteceu. Uma música dos DÊMONIOS DA GAROA começou a tocar, quando percebi todos no MORUMBI, estava cantando e as pessoas ao meu  redor sambando. Foi tão divertido!

 

A música terminou e o MORUMBI “se apagou”. Começou a tocar: Intro (Space Oddity). Aí me dei conta de que não era mais uma cena do DVD 360º e muito menos cenas do YOUTUBE. Os meus olhos se encheram de lágrimas e quando eu os vi pelo o telão O MORUMBI indo ao delírio, percebi que estava chorando, vi o LARRY, entrando e sentando em frente a sua bateria. Daí em diante, foi só curtição. Não tem como eu descrever o que é estar ali, na GRADE de frente a PASSARELA por onde eles ficam boa parte do show. Ver o show de onde vi, foi MAGINIFICO. Vi tudo o que eu queria ver, vi todo o PALCO e eles bem de perto.

No final do show me reencontrei com os meus amigos, pegamos um ÔNIBUS, com MUUUUUUUUUUUUUUUITO SACRÍFICIO e voltamos para o HOTEL.

Comprei algo para comer no hall do hotel, tomei um banho e me joguei na cama. Só fui acorda por volta das 06h00, quando a irmã da CRIS, veio se despedir de mim.

E depois só acordei por volta das 09h00, quando a Cris foi me avisar, que estava indo para o MORUMBI.

Mais isso daí é uma oooooooooooooutra história que fica para amanhã. =)

PS: Conversando com a Alê Vox, que entrou pelo o P2, ela disse que por lá não teve nada de TROCA DE CHOQUE. Juro não sei por que raios fizeram isso com a agente. =/

Anúncios

Read Full Post »

Read Full Post »

Dia 08/04, às 10h20 sai de casa rumo a SAMPA, peguei o ônibus para SAMPA, por volta das 11h00, eu já estava na Estação do JABAQUARA, esperando pela ROSI. Lá pelas 11h00 e pouca quase 12h00, a ROSI apareceu. Pegamos um metro com destino ao

Hotel Formule 1 da CONSOLAÇÃO, chegamos por volta de quase 13h00. Alguns minutos depois do lado de fora conversando com a ROSI, vi que a porta do hall de entrada se abriu e quem eu via? A Adri do U2-MOFO, na fila do check-in, fui cumprimentá-la. Quando eu estava voltando me deparei com uma das irmãs da Cristina da UV – RIO, a Geralda, falei com ela e minutos depois estavam todos na fila do check-in. Levei quase duas horas na fila, só para fazer o check-in.

Check-in feito, lá fomos todos para os nossos quartos. A ROSI deixou a bagagem dela no meu quarto, do qual eu dividi com uma das irmãs da CRIS e um sobrinho dela o Filipe (por sinal eles não foram ao show). Deixei tudo o que tinha que deixar no quarto. Fiz outra mochila, por sinal bem menor, me despedi das pessoas, peguei o elevador e desci com a ROSI.


Pegamos um táxi rumo ao Estádio do Morumbi, chegamos lá por volta das 15h00, fui atrás da barraca 16 do Portão 4. Essa barraca por sinal era do meu primo Cristino que também faz parte do U2-MOFO.com, ao chegamos lá, eu já sabia que ele não estava, pois em quanto eu estava no hotel ele me ligou para avisar, que estava voltadndo para a casa dos amigos dele. Do táxi até o trajeto da barraca dei de cara com o MAD da UV e o PEU da UV – BAHIA, praticamente já estava me sentindo em casa.

Despachei as minhas coisas na porta da barraca, já que a mesma se encontrava “lacrada”. Afinal, ele “trancou” a gente do lado de fora. Falei com algumas pessoas ao redo, dizendo que eu prima do Cris, coisa e talz. Peguei a minha caixa de CUPCAKE, e fui rumo ao PORTÃO 2, fazer as minhas entregas.

Chegando à fila do P2, dei de cara com o Cristiano, arrumando ou sei lá o que ele tava fazendo, com a barraca dele. Falei com algumas pessoas que estavam por ali das quais eu conheci e fui atrás da Cecília da UV – MG. Quando cheguei, não percebi que ela estava dando uma entrevista, já fui chegando, falando e trálálálá… Só minutos depois que percebi. Enfim, só sei que ela deixou o jornalista de lado, o cidadão por sinal tirou uma foto minha e da ROSI. ¬¬* Anyway… Deixei a minha caixa de CUPCAKES, na  barraca da Cíl e fomos almoçar no SUBWAY: Eu, Rosi, Cíl e + 2 amigos dela.

Nunca na minha vida havia experimentando um lanche do SUBWAY por sinal amei! Muitooooooooo bom! \o/

Depois que matamos a fome, voltei com eles para a fila do P2. Digamos que passei mais tempo na fila do P2 do que na do P4. Em certo momento resolvi voltar para a P4, não lembro ao certo que horas. Já era noite, nisso comecei a escutar rumores de que o U2 estava para chegar, só que não botei muita fé. Foi justamente, quando recebi uma SMS da VICKY do U2BR, dizendo que estava chegando…


Resolvi voltar para a P2, na barraca da Cíl, para pegar os CUPCAKES. Nesse meio tempo, sem querer, me encontrei com a Vicky, pelo o caminho, levei-la até a barraca da Cíl, entreguei os CUPCAKES e ela me pagou com uma nota de R$: 20,00. Resolvi voltar para o P4, foi quando vi a ADRA saindo da P2 e indo para a porta do Estádio, nisso a Cíl e os amigos dela também vieram comigo. Foi então que reparei que todas as ruas que davam para o estádio estavam tomadas por policiais. Só tive tempo de me próxima de uma grade, perto da MARIA ELVIRA da UV – SAMPA, em questão de segundos eu vi os carros entrarem e um dos seguranças dizendo: “Calma! Fiquem todos calmos… Eles vão descer para falar com vocês…”. Nisso a grade que existia na minha frente sumiu… As pessoas começaram a andar de encontro ao PORTÃO 1, foi quando dei de cara com um cordão de seguranças e logo depois eles colocaram grades.

Quando dei por mim, o portão foi aberto e lá, estava ele… O BONO, caminhando na direção dos fãs. E eu só pensava: “Ele vai passar por aqui e não tenho nada para pegar um autografo.” Continue ali, admirando ele e a sua simpática, em quanto do outro lado,

o lado esquerdo surgiu Edge. O Bono se aproximava e eu pensava: “Só tenho VINTE REAIS. Vou dar para ele autografar, antes isso do que nada!”.


Segundos depois, lá estava ele… Na minha frente, baixinho, brilhando como um Anjo, com um sorriso no rosto, completamente tranquilo, me transmitindo a maior paz. E eu ali do outro lado da grade, foi quando parei de pensar e entreguei a nota de VINTE REAIS. Ele pegou-a, olhou… Olhou nos meus olhos, fez uma cara de: “Tem certeza!?”, e quando vi, lá estava ele autografando e me devolvendo. Só tive tempo de pedir: “Could you take a picture with me?”. Ele sorriu e veio na minha direção, abracei meio que de lado, mais quando fui ligar a máquina escutei a voz do BRIAN (segurança), dizendo: “No photos!”. Quando percebei ele puxou o BONO dos meus braços. Fiquei muito puta da vida, mais fazer o quê! Nisso… Vejo o Brian saindo da minha frente. E quem me parece… Assim… Cara a cara? The Edge. Parei! Na realidade gelei e comecei a tremer… Lá estava ele na minha frente e só consegui dizer: “Could you take a picture with me?”, ele veio caminhando para mais perto de mim com aquele sorriso sedutor, parou bem na minha frente, esticou a mão esquerda dele, olhei para aquela mão esticada e não pensei em mais nada… Foi quando estiquei a minha mão direita, e lá estávamos nós dois, em um gesto único de UNIÃO.


Por cerca de 5 segundos, puder sentir uma sensação estranha. Eu me tremia todinha coração quase saindo pela boca, mão esquerda formigando em quanto eu segurava a minha máquina, não pensei em nada, nem em tirar uma foto. E lá estava eu, segurando a mão de quem eu sempre tive uma grande admiração, pude sentir aquela mão: macia, grande, grossa (gordinha), em quanto ele olhava nos meus olhos com aquele sorriso de coelhinho.


Quando me dei por si, ele começou a cumprimentar todos os fãs e eu estava ali, parada pensando: “Meu DEUS! O que faço? Tiro foto, filmo ou fico só olhando?”.

Foi então que comecei a tirar fotos sem ajuste nenhum da máquina. Acho que isso tudo durou uns 5 minutos. Não sei ao certo. Só sei que quando sai, ouvi alguém dizer: “Ele autografou a minha pulseirinha da ONE.” Nem percebi que era o CRISTINO, sai andando… Foi quando vi a ADRA, chorando e abrindo os braços pedindo uma autografo.

Voltei com todos da UV para a fila do P2, mandei um tweet, para o meu Twitter. Fiquei por alguns minutos com eles e resolvi voltar para a fila do P4, foi quando me deparei com o meu primo, falando a pulseirinha. Só aih, então foi que eu percebi que ele esteve o tempo todo do meu lado e eu nem tinha percebido.

Read Full Post »


Quais são as melhores músicas de todos os tempos?

A pergunta – de difíceis e múltiplas possibilidades – é respondida na edição especial Rolling Stone – 500 Maiores Músicas de Todos os Tempos – Internacionais (Spring Publicações). Com 128 páginas, formato luxuoso e ilustrado por mais de uma centena de fotos históricas, o livro apresenta uma elaborada listagem com as grandes canções produzidas desde os anos 40, elaborada por um júri formado por dezenas de especialistas, entre artistas, produtores, jornalistas e executivos da indústria fonográfica.

A lista das 500 maiores músicas foi reunida pelos editores da Rolling Stone baseada em duas extensas pesquisas. Em 2004, a Rolling Stone EUA solicitou a um júri de 162 pessoas uma seleção das melhores canções já produzidas. Em 2009, foi pedido a um grupo similar de 100 especialistas a escolha das melhores canções lançadas a partir dos anos 2000. Entre os ilustres eleitores, estão nomes como Yoko Ono, Ozzy Osbourne, Slash, Jakob Dylan, Lenny Kravitz, Will.i.am, James Hetfield e Lars Ulrich (ambos do Metallica), os produtores Rick Rubin, Butch Vig e integrantes do Coldplay, Strokes, Rage Against the Machine, Devo, Ramones, Black Crowes e Kings of Leon.

Algumas características interessantes podem ser apontadas a partir da seleção de 500 canções. Beatles foi a banda com mais músicas na lista (23), seguida por Rolling Stones (14), Bob Dylan (13), Elvis Presley (11), U2 (8), Beach Boys e Jimi Hendrix (7 cada). O ano que gerou mais músicas da lista foi 1965. A década de 60, inclusive, foi responsável por quase 40% da listagem: 195 das 500 canções foram lançadas nos inesquecíveis “sixties”. Dos anos 70, foram escolhidas 131 faixas; por outro lado, apenas 27 músicas lançadas nos últimos dez anos entraram na compilação.

Além de trazer uma breve história de cada uma das músicas escolhidas, a edição especial apresenta informações técnicas, como compositores, produtores, posição máxima alcançada na parada norte-americana de singles e quantidade de semanas que permaneceu na lista dos “100 mais”. Embalando a leitura, mais bônus exclusivos: artistas e produtores selecionam seus top 10 pessoais, além de discorrerem sobre a difícil arte de compor a canção perfeita.

Rolling Stone – 500 Maiores Músicas de Todos os Tempos – Internacionais já está nas bancas e livrarias de todo o Brasil.

Abaixo, você confere a lista com as 25 primeiras canções:

1. “Like a Rolling Stone” – Bob Dylan
2. “(I Can’t Get No) Satisfaction” – The Rolling Stones
3. “Imagine” – John Lennon
4. “What’s Going On” – Marvin Gaye
5. “Respect” – Aretha Franklin
6. “Good Vibrations” – The Beach Boys
7. “Johnny B. Goode” – Chuck Berry
8. “Hey Jude” – The Beatles
9. “Smells Like Teen Spirit” – Nirvana
10. “What I’d Say” – Ray Charles
11. “My Generation” – The Who
12. “A Change is Gonna Come” – Sam Cooke
13. “Yesterday” – The Beatles
14. “Blowin’ in the Wind” – Bob Dylan
15. “London Calling” – The Clash
16. “I Want to Hold Your Hand” – The Beatles
17. “Purple Haze” – The Jimi Hendrix Experience
18. “Maybellene” – Chuck Berry
19. “Hound Dog” – Elvis Presley
20. “Let It Be” – The Beatles
21. “Born to Run” – Bruce Springsteen
22. “Be My Baby” – The Ronettes
23. “In My Life” – The Beatles
24. “People Get Ready” – The Impressions
25. “God Only Knows” – The Beach Boys

Rolling Stone – 500 Maiores Músicas de Todos os Tempos – Internacionais
Spring Publicações
128 páginas
R$ 19,90
Formato: 20,5 cm X 27,5 cm
Distribuição nacional.

VIA: REVISTA ROLLING STONES – BRASIL.

Read Full Post »


Calor dispensável, mas necessário. Tal sensação saboreou quem enfrentou, nesta manhã de segunda-feira (20), em Campinas, uma extensa fila para garantir ingressos para a terceira (e última) apresentação da banda irlandesa U2, no Estádio do Morumbi, em São Paulo
.

Tal como aconteceu da última vez: quarta-feira passada (15) para os ingressos do segundo show do grupo irlandês, fãs montaram um QG em frente à bilheteria do Estádio Moisés Lucarelli. Não uma, nem duas, mas três. Esse foi o número contabilizado por um jovem fã da banda que, na terceira tentativa de compra, voltou para casa com o ingresso na mão, fazendo inveja para quem não teve a mesma sorte. “Tentei em São Paulo, mas acabaram os ingressos. Aqui consegui…”, contou, todo contente.

VIA: EPTV.Globo.com.

Read Full Post »

Uma iniciativa de fãs do U2 no Brasil, o U2BR:

“Vamos pintar o Morumbi de Verde e Amarelo!”

Ação entre fãs que visa colorir o estádio paulistano com as cores de nossa bandeira. Você pode e deve participar, é muito fácil!

 

Se você vai aos shows do U2 em São Paulo, dias 9, 10 e 13 de Abril, siga exatamente nossas instruções:

Arquibancadas e Cadeiras (tanto superiores como inferiores): leve algo VERDE para o show! Preferencialmente balões, mas pode ser uma toalha, uma camisa, papel, lenço, qualquer coisa que depois você possa sacar e levantar!

Pista e RED ZONE: leve algo AMARELO. Idem às recomendações acima.

A ação ocorrerá no início da música Where The Streets Have no Name, o ponto mais alto do show da banda!

Estaremos distribuindo balões (que serão enchidos momentos antes da música) com as cores referentes a cada setor na fila, além de fornecer as instruções! Porém a quantidade talvez seja limitada, por isso pedimos que traga algo de casa para facilitar.

Se você puder colaborar de uma forma mais intensa, comprando pacotes de balões ou na organização, envie um e-mail para vagner@u2br.com.

Esperamos ter a colaboração de todos! Vamos pintar o Morumbi de Verde e Amarelo!!! Vamos mostrar porque o público brasileiro é o melhor do mundo!

VIA: U2BR.

Read Full Post »


Cambistas, polícia e muito tumulto marcaram as vendas de ingressos para o segundo show da banda irlandesa U2, que vai acontecer no dia 10 de abril de 2011, no estádio do Morumbi, em São Paulo, parte da “U2 360º Tour’’.

Cerca de mil pessoas, segundo contagem da Polícia Militar, esperavam ontem em fila na calçada da av. das Nações Unidas para comprar, nas bilheterias armadas no estacionamento do Credicard Hall, as entradas sem a taxa de conveniência.

As vendas estavam marcadas para as 10h em ponto. Mas, a essa hora -e dali por diante-, os portões que dão acesso à bilheteria já não seriam mais abertos ao público que aguardava desde as 9h do dia anterior.

“Eu e meu amigo chegamos aqui às 10h [de terça], estávamos em décimo lugar na fila. E não conseguimos entrar’’, disse Rita Passos, 21. “A gente estava aqui numa tenda quando a fila foi invadida por cerca de cem pessoas”.

O tumulto começou. Segundo relato de Raimundo Nonado, 44, pessoas começaram a ser agredidas pelos seguranças e duas mulheres chegaram a desmaiar. A Polícia Militar foi chamada por volta da 0h30. “Eles não ajudaram nada, vieram jogar pimenta nos jovens. Isso é organizar?’’, pergunta Nonato.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar confirmou um chamado à meia-noite por uma “confusão generalizada’’, que foi “resolvida na hora’’. Diz que não tem mais detalhes da operação.

Cambistas

Segundo outros fãs que estavam no começo da fila, os portões foram abertos por volta das 4h. Entraram cerca de cem pessoas.

“Botaram só cambista lá dentro. A gente viu eles pagando os seguranças e sendo liberados [para entrar]’’, afirma Valéria Oliveira, 26, que chegou ao Credicard Hall por volta das 19h de ontem.

César Augusto, 24, continua: “Era na cara dura. O cambista puxava um bolinho [de dinheiro] e dava na mão dos seguranças. Só essa gente entrou. A organização está sendo conivente com isso’’.

Muitos fãs se mantiveram por mais uma hora na av. das Nações Unidas em protesto, à espera de uma resposta oficial da Time for Fun, empresa que organiza o evento.

“Vim de Taubaté às 15h de ontem e não consegui comprar por causa dessa falta de respeito’’, chorava Adriano Rodrigues, 22.

Assim o público começou a se dispersar, por volta das 11h15, cambistas já vendiam ingressos de pista para o show de 10 de abril. O preço já estava “reajustado’’ -passou de R$ 180 para R$ 400.

Terceiro show

Uma terceira apresentação do U2 foi confirmada ontem. Vai acontecer no dia 13 de abril, no mesmo estádio do Morumbi, em SP.

Segundo a Time for Fun, os ingressos começam a ser vendidos a partir de hoje – mas somente para o fã-clube, cadastrado previamente no site http://www.u2.com.

No sábado e no domingo, abrem as vendas para clientes do Citibank. Apenas na segunda-feira, serão liberados ingressos para o público em geral pelo tel. 4003-0806, pelo site www.ticketsfor fun.com.br e nos pontos-de-venda listados em http:// premier.ticketsfor fun.com.br/shows/show. aspx?sh=PDVU211.

VIA: JORNAL – DIÁRIO DO PARÁ.

Read Full Post »

Older Posts »